Orientações Sobre Manejo de Touros Angus

Para que o touro Angus tenha uma boa eficiência a campo, o pecuarista deve ficar atento aos principais cuidados no manejo destes animais. Logo no início da estação, os touros jovens recém introduzidos na propriedade devem receber uma atenção especial. É importante avaliar com bom senso as diversas situações que podem ocorrer, com tempo suficiente para tomar as providências necessárias, de forma que os resultados não sejam comprometidos. Seguem algumas orientações:

  1. Não colocar de imediato os touros adquiridos com os outros touros da propriedade;
  2. Observar se existem touros dominantes, que podem impedir que os novos, ou submissos, consigam trabalhar. Sefor esse o caso, devem ser feitos rodeios diários, sempre no mesmo local, para destruir as hierarquias dos touros dominantes. O rodeio é uma importante ferramenta para monitorar o andamento da estação e melhorar os resultados;
  3. Fazer a adaptação através de regime de pasto, por, pelo menos, duas semanas;
  4. Observar possíveis variações no estado corporal, especialmente dos touros jovens inexperientes, que podem ter tido desgastes energéticos desnecessários;
  5. Oferecer pastagem, sal mineral e água de boa qualidade, em quantidade;
  6. Relação de Touro x Vaca: recomendamos 1:25, com rotação a cada 10 dias;
  7. Fazer a rotação de touros é fundamental. Deixar o touro Angus trabalhando por 10 dias e depois, deixá-lo descansando pelo mesmo período (10 dias), tem se mostrado um procedimento muito rentável. Durante o descanso, deve ser oferecido ração apropriada. Temos observado que a adoção de um procedimento padrão, forçando a rotação durante a estação de monta, tem provocado bons resultados;
  8. Realizar exame andrológico e teste de capacidade de serviço anualmente;
  9. Casqueamento corretivo quando necessário e preventivo (1 vez ao ano);
  10. Controle frequente de endo e ectoparasitas (carrapatos).

O desempenho do touro Angus depende fundalmente de cuidados, especialmente no combate ao carrapato.

O CALOR NÃO É UM FATOR LIMITANTE PARA O DESEMPENHO DO TOURO ANGUS.